Educar para que ?


Essa talvez seja a dúvida mais frequente entre todos aqueles que se intitulam educadores. Também essa é a questão que mais ouvi em todos esses anos no qual me intitulo professor, principalmente quando ela surge na boca dos alunos que querem sempre saber o porquê devem estudar isso ou aquilo. Mas o que talvez esses mesmos alunos não saibam é que a resposta à indagação feita não é tão simples assim.

Para tentar lançar uma luz sobre o problema proposto é que vou usar esse espaço de nosso Blog para propor uma linha de raciocínio que possa, se não resolver definitivamente o problema, ao menos levar a uma reflexão mais aprofundada. Como sei que textos longos não combinam com a “agilidade” do mundo virtual e nem com a pouca paciência demonstrada por alguns leitores dos “novos tempos”, pretendo dividir minha argumentação em capítulos que serão publicados aos poucos, para que assim não venha a desanimar aquele que, mesmo de férias, ainda se interessa pelo assunto.

O problema pode ser apresentado a partir do momento em que tentamos seguir os passos dos antigos filósofos gregos quando estes pretendiam encontrar qual a “essência” de tudo, e consequentemente, qual a do próprio homem. Ao agirmos assim a questão da “essência” do educar se faz presente em nossa reflexão. É por isso que talvez um bom começo para o nosso estudo seja compreender o que este educar tem de relação com esse animal racional chamado Homem. Para tanto, uma pergunta se faz necessária: O que é o homem ?


Para saber mais acompanhe a série de artigos:
- Educar para que ? A Vida !
- Educar para que ? Instinto.
- Educar para que ? A Razão !
Copyright© 2010-2020 HISTOSOFIA - modelo por Jason Morrow