0

Vladimir Herzog e a eleição presidencial


Estamos vivendo mais uma semanaque antecede a eleição presidencial em nosso país. Muito tem se falado sobre apéssima campanha realizada pelos presidenciáveis, ou sobre a eleição do palhaçoTiririca como mais de 1 milhão de votos, ou ainda sobre a falta de uma oposiçãoclara que seja uma segunda via possível ! Tudo isso é verdade, mas hoje nãoquero falar sobre isso, mas sim sobre o passado.







Na noite do dia 24 de outubro de1975, há exatos 35 anos, Herzog, então diretor de jornalismo da TV Cultura,apresentou-se ao DOI-Codi (Destacamento de Operações de Informações/ Centro deOperações de Defesa Interna), em São Paulo, para prestar esclarecimentos sobresuas ligações com o PCB (Partido Comunista Brasileiro). No dia seguinte eleaparece morto, enforcado, em sua cela, aparentemente tendo cometido suicídio.

Nesta época o Brasil, assim comooutros países latino-americanos, vivia uma violenta ditadura militar (1964 -1985). A morte de Herzog foi um marco nesta ditadura, pois deixava claro para apopulação, mesmo sob todo o controle sofrido pela mídia da época, a formaviolenta como esta mesma ditadura estava tratando todos aqueles que ousassempensar ou se posicionar contra o regime. Era uma época onde a figura docidadão, aquele que decide, que escolhe ou mesmo que pensa os rumos de suasociedade, estava sob severo “ataque” das forças conservadoras que não queriamque o povo opinasse sobre absolutamente nada !

Uma semana depois, no dia 31 deoutubro de 1975, foi realizado um culto ecumênico em memória de Herzog naCatedral da Sé, do qual mais de 8.000 pessoas participaram, em um protestosilencioso contra a ditadura, isso mesmo sob a proibição deste tipo demanifestação naquela época.

Para muitos esse frioassassinato, que infelizmente, para a nossa história, não foi o único na época,marcou um período onde a cobrança por uma abertura política e pela restauraçãoda democracia começa a ganhar força, levando, como sabemos, ao fim do regimemilitar em 1985 e a eleição direta de um presidente da república no ano de1990. É por isso que quando, no próximo domingo, formos até as urnas paraescolha de nosso dirigente, vale lembrar que se hoje podemos ESCOLHER, é porquemuitas pessoas no passado lutaram para que tivéssemos esse direito de cidadão !Pense nisso ....

Saiba mais sobre este caso:

Que tal opinar sobre o que acabou de ler !

Postar um comentário

Seja bem vindo !! Aqui é o lugar onde você pode dizer o que pensa sobre o que acabou de ler em nosso artigo !!

Porém:

- Capriche no português.
- Identifique-se ! Quero poder agradecer a participação.
- Evite palavrões ou palavras que tenham duplo sentido.

Copyright© 2010-2017 HISTOSOFIA - modelo por Jason Morrow