0

A Metamorfose


Como vão leitores ávidos por novidades? Espero sinceramente que lendo ao menos um livro por semana! Como sei que vocês “devoraram” a minha última indicação de leitura, afinal não é sempre que temos nas mãos um autor tão complexo, mas tão “verdadeiro”, como Fernando Pessoa, voltei logo com um novo livro para sugerir. Sei também que desde aquela indicação vocês estavam ansiosos para chegar esse dia e saber qual seria a próxima “grande obra” que o velho e cansado professor de História iria indicar ! Pois acalmem-se, esse dia chegou !!

Hoje gostaria de falar sobre um livro que é um clássico na literatura mundial. Foi escrito por um checo que morreu ainda jovem, aos 41 anos, em um sanatório na Áustria. O nome desse autor era Franz Kafka, e o livro que indicaremos hoje tem como título: “A Metamorfose”.

Kafka vaia se mostrar durante toda a sua vida um indivíduo bastante “perturbado mentalmente”. Em toda a sua obra ele deixa transparecer isso, criando personagens que ficaram conhecidos como kafkanianos, pois todos sofrem de conflitos existenciais extremos. É exatamente esse o caso de Gregor Samsa, o protagonista da obra que hoje falamos. Para se ter uma ideia dessa angústia veja como começa o livro:

Numa manhã, ao despertar de sonhos inquietantes, Gregor Samsa deu por si na cama transformado num gigantesco inseto. Estava deitado sobre o dorso, tão duro que parecia revestido de metal, e, ao levantar um pouco a cabeça, divisou o arredondado ventre castanho dividido em duros segmentos arqueados, sobre o qual a colcha dificilmente mantinha a posição e estava a ponto de escorregar. Comparadas com o resto do corpo, as inúmeras pernas, que eram miseravelmente finas, agitavam-se desesperadamente diante de seus olhos.

Imagine acordar em uma manhã e perceber que se transformou em um inseto gigante! Como vocês reagiriam a tal fato insólito? Os personagens kafkanianos sempre reagem de forma a questionar o mundo e a realidade que os cercam. Também são muito solitários e possuidores de paranoias e delírios. Assim como muitas pessoas que conheço!

Eu sei, parece muito “pesado” como leitura. Mas posso lhes garantir que desde o momento em que encontrei esse autor, quando estudava, durante o final da minha adolescência, a filosofia do existencialismo, passei a perceber que muitas de minhas angústias existenciais não eram somente minhas ... Haviam outros, neste Mundo, que “sofriam”!

Espero que gostem ! Deixo um link abaixo para um trecho inicial deste livro, vale uma olhada !

Que tal opinar sobre o que acabou de ler !

Postar um comentário

Seja bem vindo !! Aqui é o lugar onde você pode dizer o que pensa sobre o que acabou de ler em nosso artigo !!

Porém:

- Capriche no português.
- Identifique-se ! Quero poder agradecer a participação.
- Evite palavrões ou palavras que tenham duplo sentido.

Copyright© 2010-2017 HISTOSOFIA - modelo por Jason Morrow